Fotógrafo viaja o mundo em busca de animais em extinção

0 104

Hoje, você verá o brilhante trabalho de Tim Flach, um famoso fotógrafo, que viajou pelo mundo em busca de registros atuais de animais que podem estar extintos antes do que você imagina. Esses animais foram encontrados em diversos lugares como savanas, mares e florestas. Ele resolveu reunir todas as suas imagens em seu livro chamado Endangered.

Decidimos escolher 14 imagens do livro para apresentar esses animais a você. Confira:

1. Saiga

A saiga é uma espécie de antílope que, ainda, pode ser encontrada em algumas regiões da Rússia, Mongólia e Cazaquistão. Desde 2002, elas se encontram em estado de perigo avançado com a sua espécie.

Em 2015, quase a metade da população total das Saigas morreram devido à uma infecção. E elas são muito caçadas pelo valor que os seus chifres possuem. Como se não bastasse, o inverno também mata vários desses animais por ano, por conta do frio intenso e a escassez de comida.

2. Águia Filipina

Essa Águia (como o próprio nome diz) só é encontrada nas florestas das Filipinas. E ela, pode ser extinta por conta do desmatamento nas Filipinas, pois, elas não alçam voo acima do topo das árvores.

A Águia Filipina é considerada uma das maiores águias do mundo por possuir asas tão longas. Para a prevenção de sua extinção, quem mata uma ave dessas é punido com 12 anos de prisão, fora as multas por danos à natureza.

3. Esturjão Beluga

É um peixe enorme que surgiu há 200 milhões de anos (antes que os dinossauros). Hoje, pode ser encontrado no Mar Cáspio, Azov e Mar Negro nas regiões menos poluídas.

Sob ameaça de extinção, esse peixe é monitorado pelas equipes de proteção animal. Matar esses peixes é expressamente proibido.

4. Urso Polar

Eles também estão na lista. Já há uma população bem pequena desses animais, mas pode ser menor ainda. Seu habitat natural são as áreas de gelo no Ártico.

As principais causas de sua extinção são: o aquecimento global, já que as geleiras estão derretendo e o homem, com o seu desenvolvimento de gás e petróleo, além da poluição.

5. Borboletas de Monarca

Como habitat natural, elas vivem no Canadá, mas todos os anos elas migram para a Flórida e México para passar um inverno menos rigoroso e sobreviver por mais tempo.

Ela está em extinção por conta da perda de seu habitat, pois o uso de herbicidas se tornou comum no país. A proteção ambiental está investindo em novas moradas para aumentar essa população.

6. Lince Ibérico

É uma espécie de um mamífero felino. Hoje, a maioria pode ser encontrada no Parque Nacional de Doñana, na Espanha.

É a espécie felina mais ameaçada de todos pois, há somente, pouco mais de 400 animais dessa espécie. O principal motivo de sua extinção foi a caça, porém, ela já é proibido desde a década de 70.

7. Abutre com Capuz

Essas belezuras podem ser encontradas na África Central e Sul. Vivendo em florestas e savanas, e alimentando-se de animais mortos, eles estão em estado de extinção por vários motivos. Caça e degradação do seu habitat natural são os principais.

8. Tamarin de Pedra

É uma espécie de primata, que só é encontrado na floresta amazônica brasileira e, mais especificadamente, só na Capital do Amazonas. A destruição de seu habitat é a principal causa da extinção desses bichinhos.

9. Shoebill ou Bico-de-tamanco

Ainda encontrados na África Central e Ocidental, essa ave possui um bico em forma de tamanco (por isso o nome). Embora seja uma ave caçadora, ela deixa tudo para trás na presença de humanos, inclusive, o seu ninho.

É uma espécie considerada vulnerável por conta da caça e, hoje, existem em média 8.000 aves no mundo todo.

10. Panda Vermelho

Essas fofuras estão em estado de extinção, principalmente, por conta da destruição de seu habitat e desmatamento.

Atualmente, há em torno de apenas 2.400 desses pandas no planeta. Para você entender a situação, em 50 anos a população total desses bichos foi reduzida em 40% só no Himalaia.

11. Macaco Dourado

São encontrados na região sul e central da China e seu habitat preferido são as montanhas. A sua ameaça de extinção é por conta da perda de habitat que esses bichinhos andam enfrentando.

Grande parte do total dessa população pode ser encontrados na Reserva Natural de Wanglang, na China.

12. Macaco Proboscis

Essa espécie só é encontrada nos três países que compõem a Ilha de Bornéu, no Sudeste Asiático – Indonésia, Brunei e Malásia.

Eles estão classificados como espécie ameaçada, pois sua população diminuiu em 50% nos últimos 38 anos. As principais causas é a perda do seu habitat e a caça.

13. Lêmures de Atadura

Esses lêmures têm esse nome por conta da sua calda. São encontrados nas florestas do sul de Madagascar. A UICN (União Internacional para a Conservação da Natureza) incluiu essa espécie na lista de ameaçados, pois sua população caiu quase que em 2.400 animais, considerado uma queda de quase 95% desde o ano 2000.

Os motivos para essa grande perca são a caça, para comercializar esse bichinhos como animais domésticos, e a perda de habitat.

Pangolin Branco-Inchado

É um animal exótico que vive nas florestas tropicais e savanas de Senegal, Quênia e Zâmbia do Sul. É uma espécie que encontra-se em estado crítico de ameaça desde 2014, e a estimativa é de que, se não cuidarem dessa espécie, nos próximos 15 anos a perca dessa população será de quase 50%.

Receba as nossas postagens por e-mail. É grátis.
Junte-se aos mais de 25.000 outros assinantes
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: