Cientistas finalmente desvendam a origem de suposto esqueleto extra-terrestre e é surpreendente

552

Finalmente as origens de um esqueleto de 15 centímetros, que é dado como um alienígena, foram descobertos pelos cientistas. Isso por que um novo estudo de DNA dos ossos mostra que os restos são de fato humanos e pertenciam a uma menina de seis anos que sofria de nanismo.

Apelidada de “Ata”, a incrível descoberta feita em 2003 em Atacama, no Chile, tem um longo crânio parecido com um cone e apenas dez costelas.

Encontrada há dez anos, esse esqueleto minúsculo estava em uma cidade-fantasma do Chile chamada La Noria. Enrolada em um pano branco amarrado com uma fita violeta em uma bolsa de couro, o esqueleto foi então apelidado de “Ata”.

O esqueleto chegou até um colecionador na Espanha, que especulou se era um extra-terrestre, a julgar pelo seu aspecto altamente bizarro. E a mesma chegou até a aparecer em um documentário, Sirus, que sugeriu ser ama incontestável evidência de vida alienígena.

Mas após cinco anos de profunda análise genômica, os cientistas finalmente identificaram as mutações responsáveis pelo espécime bizarro, e chegaram até esse resultado. Ainda existirem algumas dúvidas sobre o que causou a morte e porque o esqueleto é tão pequeno, já é possível afirmar com certeza que o Humanoide de Atacama não veio de outro planeta.

Mas estariam mesmo corretos? Uma menina que sofreu de nanismo tudo bem, mas com apenas 15 centímetros e tendo 6 anos?

Fonte: [DailyMail]

Receba as nossas postagens por e-mail. É grátis.
Junte-se aos mais de 25.000 outros assinantes
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.

%d blogueiros gostam disto: